Como saber se sua compra vele o investimento?

Contei pra vocês que estou mais contida e espertinha pra fazer compras né!? Além de ter passado a conhecer mais meu corpo, estilo e preferências, uma das coisas mais importantes e que hoje faz TODA a diferença pra mim, é uma conta matemática que aprendi no curso de consultoria de moda que fiz com Manu Carvalho aqui em São Paulo. Não sei como não tinha compartilhado essa dica aqui antes, sério, mudou minha vida!

Tem coisas que a gente quer tanto comprar mas que custam um precinho mais salgado e acabamos tendo dó de gastar, dai agente compra a versão mais baratinha, e depois acaba se decepcionando. Quem se identifica? Acho que todo mundo passou/passa por isso alguma vez.

Então que conheci esta continha que tem todo o fundamento (não é desculpa pra gastar) e hoje uso em tudo que compro e ensino para todas as clientes. Vejam só um exemplo:

Sem dfsfSuponhamos que você queira comprar uma Neverfull da Louis Vuitton, o preço dela já convertido em reais seria R$: 2,000. E suponhamos que você vai pra faculdade com ela todos os dias da semana, de segunda a sexta-feira. Então seriam cinco dias na semana que totalizam vinte dias por mês. Multiplicado por 12 que é o numero de meses no ano, dariam 240 dias usando a bolsa em um ano. Estes 240 é que você divide no preço da bolsa, pra saber quanto custaria cada usada!

Neste caso, sairia por mais ou menos R$:8,30 o dia usado durante um ano! Agora pensem, uma bolsa dessas é eterna, para passar pras netas! E quantas coisas não são assim de fato? Tem itens que valem o investimento. 

Muito legal né!? Se você pensar da pra fazer o calculo de quanto precisa economizar pra comprar algo, e funciona demais pra descobrir se aquele item de desejo realmente vale a pena. Uma bolsa dessas ou até mesmo outras mais caras como Chanel, Hermés….Valem o custo benefício. Já um vestido de noiva é uma peça cara, pois se usa uma unica vez na vida e geralmente é de R$: 5.000 pra mais. Mas nesses casos especiais entram outros fatores na conta, como necessidade, importância do evento, etc etc…

Beijos,Marina.

1 amou o Post
Comentar

SDV e Troco Likes

Imaginem se isso fosse na vida real? “Oi, se você gostar de mim eu gosto de você de volta.” Soa no mínimo, tosco né!?

Tenho curiosidade pra saber aonde começou essa história de SDV, troco likes, e (pasmem) troco elogios. (!!!!) Será que isso é carência, ou uma necessidade de auto afirmação? Tudo bem, quem sou eu pra falar, adoro intenet! Tenho um blog onde falo da minha opinião particular, mostro o que visto, aonde vou, o que como… Assustador agora que parei pra pensar. Mais assustador ainda, é como isso se tornou rentável e virou parte imprescindível do meu trabalho. Com toda essa evolução da comunicação, criou-se uma necessidade de ser “cool” sabem? No instagram todo mundo é cool! É vintage, descolado, bem vestido, viajado, só come fora, lê bons livros, bebe bons drinks, faz academia, e ultimamente come tapioca. (Reparem, a tapioca é o novo CupCake).

dia-do-amigo-amigas-fotografando-com-celular-semana-de-moda-amigas-blogueiras  Claro, ninguém quer postar fotos nos seus piores momentos. Você não chega na casa do seu amigo e vê no porta retrato, a irmã dele sentada na privada. Claro que não, ela está de vestido de noiva, ou com o diploma da faculdade… Sua mãe não revelaria uma foto sua de ressaca, sem tirar a maquiagem depois da balada. Acho bem justo, afinal a gente tem que vender o peixe.

Mas, a não ser que você seja alguma celebridade ou que seu trabalho dependa das redes sociais, está aqui a conclusão mais interessante que já ouvi: ser famoso na internet é igual ser rico no banco imobiliário. De que adianta implorar para pessoas desconhecidas curtirem suas fotos? Porque diabos você vai querer abrir seu feed e dar de cara com um bando de desconhecidos que você não tem o menor interesse em ver fotos? Tudo isso pro numero subir? Gente, se esse numero fosse na conta bancária ok, mas NÃO É. Inclusive é um tanto humilhante esse negócio todo, a pessoa vai te seguir pra você seguir de volta, não porque você é interessante pra ela. A curtida na sua foto não é porque a pessoa curtiu, é porque você pediu. E o comentário “lindooo” pode ser falso, e se a pessoa nem te acha lá essas coisas?

Estranho também é que essa carência virtual prejudica o lado real, o normal seria as pessoas gostarem de compartilhar sua vida pessoal com quem realmente importa pra elas. Mas não, é uma cobrança de ser sempre o mais cool, o mais querido, ter o maior numero de seguidores que se criou essa bolha de afeto imaginário! Nos dias de hoje ninguém precisa ser ou ter, desde que aparente que é e que tem.

11 amaram o Post.
Tags: , 1 pessoa comentou

Look do dia: Couro e Pelo fake

Oi minhas gatas! Tudo bom?

Hoje o look é de outono, como já esta fazendo um friozinho em algumas cidades, por que não ? Amo inverno,  qualquer ventinho torto já me faz tirar os casacos do armário, vocês são assim?

Já comentei que ando meio farta de modinha né!? Uma das minhas metas de reveillon foi pensar três vezes se realmente vou usar a roupa que estou comprando, ou se vou enjoar quando a tendência acabar. E posso falar que está sendo ótimo, minhas compras estão mais “Inteligentes” e duráveis. Claro que como amante de moda não consigo deixar de surtar com uma tendência ou outra e precisar dela pra viver (#dramaqueen), mas tenho me controlado bastante! O protagonista do look de hoje por exemplo, é esse colete que tenho há uns 3 anos, de quando ainda era uma consumista sem limites, esse vingou.

1.jpgConfesso que o que me fez enjoar dos modismos e de querer investir em peças mais clássicas, é o próprio curso de design de moda, a gente vê tanto de tudo o tempo todo e quase sempre a mesma coisa, que acaba enjoando antes mesmo de chegar nas lojas! E além disso depois que me formei e comecei a trabalhar como consultora de moda, dou muito mais valor ao corte e ao tipo de tecido, e como isso funciona (ou não) dentro do meu tom de pele, cabelos, altura, peso e proporções… Ufa! Falei demais. BeFunky_null_3.jpgBeFunky_null_3.jpgggg2aBeFunky_null_3.jpggggggBeFunky_null_3.jpgggggBeFunky_null_3.jpggggggggCalça de “couro”: John John/ Camiseta: Forever 21/ Colete: Zara/Botinha: Zara/ Acessórios: Cinthia Souza (da coleção de inverno que participei!)/ Bolsa: Louis Vuitton 

14 amaram o Post.
Tags: , 8 pessoas comentaram

Como usar Legging de um jeito Estiloso

Oi amores!!!

O post de hoje é pedido de uma leitora, quando ela me perguntou achei super propício fazer um post sobre o assunto, ao invés de responde-la individualmente. O grande problema das leggings está na forma que as pessoas usam. Justamente por não ser uma peça das mais democráticas, é muito fácil de ver looks catastróficos com ela, certo? Então aqui vai um HELP pra usar e mandar bem!

3- Tampe sempre o bumbum: É a parte mais importante pro seu look não ficar com ar de piri (guete). Como o tecido da legging é bem colado e fininho ele marca muito o corpo e realça bastante o bumbum, então pra não ficar vulgar, SEMPRE use com a parte de cima mais comprida tampando o bumbum.

2- Blusas largas e sobreposições: Além da parte de cima precisar tampar o bumbum, é importante que ela seja mais larga do que a parte de baixo. A legging por ser super colada já chama atenção para as suas pernas, então deixe sempre apenas uma parte do corpo mais chamativa. Opte por blusas mais larguinhas, ou faça sobreposições com blazers, coletes, jaquetas…

1

Estampas: Se sua vontade é usar leggings estampadas, saiba que elas chamam mais atenção ainda do que as lisas e tendem a engrossar as pernas. Então funciona bem para as mais magrinhas, caso contrário tome cuidado pra não ficar com as pernas mais grossas do que realmente são. E SEMPRE combine com a parte de cima mais discreta, não precisa ser só com branco ou preto, mas não aconselho misturar outra estampa ou outra cor muito diferente da legging.

Espero que gostem das dicas meninas! =) Beijos

15 amaram o Post.
Tags: , 4 pessoas comentaram

Os acessórios mais usados no Coachella

Meninas, tudo bom?

Ainda sobre o Coachella, quis fazer este post separado pra mostrar só os acessórios mais vistos no festival. Como já sabemos, o estilo boho é o predominante, então os acessórios não seriam diferentes né!?

sdfAs flores no cabelo não são nenhuma novidade, mas amei essas duas versões mais “mini”, principalmente esta na trança! E as borboletas? Gente, achei demais! Juro! Tão bucólico…fOutro detalhe que reparei muito foi o uso de acessórios com influência indiana sabem? By the way esses acessórios de cabeça estão com tudo e dão a maior modernizada no look #ficadicagOs cintos mais pop também tinham total influência boho, mas com menos couro e mais metal e pedrarias. hOs chapéus também apareceram em vários looks! Uma boa pra festas ao ar livre né? Sempre lamento por não termos o costume de usar aqui no Brasil!

10 amaram o Post.
Tags: , 2 pessoas comentaram